Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Parlamento Europeu adota uma resolução em que reconhece em definitivo a importância dos mercados abastecedores para a segurança alimentar, valorização da agricultura e desenvolvimento económico da europa

O Parlamento Europeu adotou a resolução intitulada “Garantir a segurança alimentar e a resiliência a longo prazo da agricultura da UE”, aprovada a 14 de junho, que estabelece quatro objetivos fundamentais para o futuro da agricultura europeia. Estes incluem alcançar a autossuficiência alimentar na UE, investir na inovação e digitalização agrícola, proteger o empreendedorismo agrícola na implementação do Pacto Ecológico e combater o desperdício alimentar.

Esta resolução reconhece explicitamente a importância estratégica dos mercados abastecedores no sector alimentar. O Parlamento Europeu reconhece estes mercados como estruturas alimentares envolvidas na logística e na distribuição grossista, bem como na produção e transformação em grande escala. Foram identificados como entidades cruciais cuja resiliência precisa de ser reforçada, uma vez que prestam serviços essenciais.

Os mercados abastecedores são entidades de interesse público que abastecem áreas vastas, regionais e inter-regionais com produtos agrícolas frescos e perecíveis, como os hortofrutícolas e o pescado. Além disso, já demonstraram a sua resiliência e o seu papel vital na garantia da continuidade do abastecimento e distribuição de alimentos durante a pandemia de COVID-19.

A resolução, no artigo 46.º, insta a União Europeia a reconhecer ainda mais a importância estratégica destes centros logísticos. Os mercados abastecedores são integrados e complementares à produção agrícola primária. Sem eles, os agricultores, a logística e as empresas de distribuição não poderiam garantir um abastecimento consistente que satisfaça as necessidades dos consumidores.

Além disso, o artigo 47.º sublinha a importância dos investimentos em infraestruturas sustentáveis de transporte e armazenamento de produtos agrícolas frescos. Tal contribuirá para reduzir o desperdício alimentar e o impacto ambiental do sector. É essencial dar prioridade à produção local para promover a agricultura sustentável.

Esta resolução representa um avanço significativo no reconhecimento e afirmação dos mercados abastecedores como instalações de interesse público que prestam um serviço essencial para o abastecimento e distribuição de produtos hortofrutícolas e pescado frescos aos consumidores finais.

O Parlamento Europeu reconhece, assim, os valores da União Mundial de Mercados Abastecedores (WUWM), rede da qual o Grupo SIMAB faz parte, através desta resolução adotada. Como a maior rede mundial de mercados abastecedores, trabalha ativamente para reduzir o desperdício alimentar através da parceria com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). A WUWM continua empenhada em prosseguir os esforços para incentivar os membros a investir em infraestruturas modernas para apoiar a agricultura sustentável e garantir a segurança alimentar a longo prazo.

Para ler o texto completo: https://mcusercontent.com/7b061f3bd2f4e69ccde4e0f3d/files/7f270915-96f7-59e9-f138-94f2536cdf38/TA_9_2023_0238_EN_1_.pdf

O MARB – Centro Logístico do Minho é o mercado abastecedor da região noroeste de Portugal, que opera privilegiadamente para os territórios mais a norte do País e mesmo para a Galiza, em Espanha.

CONTACTOS

MARB – Avenida de Trezeste, 6
4705 – 460 Braga

Tel. (+351) 253 287 270

(custo chamada rede nacional)

marb@marb.pt

O MARB – Centro Logístico do Minho é o mercado abastecedor da região noroeste de Portugal, que opera privilegiadamente para os territórios mais a norte do País e mesmo para a Galiza, em Espanha.

LINKS ÚTEIS

CONTACTOS

MARB – Avenida de Trezeste, 6
4705 – 460 Braga

Tel. (+351) 253 287 270
Tel. (+351) 219 927 400

(custo chamada rede nacional)

marb@marb.pt

MARB © 2024. Todos os direitos reservados.

Design & Developed by Colour Invasion